segunda-feira, 27 de julho de 2009

PRECE




Orar é o ato de dirigirmos nosso pensamento a Deus para adorá-lo, agradecer-lhe o bem que
nos faz ou pedir-lhe o que necessitamos.
Quando orarmos é bom escolher um lugar sossegado e, pensando firmemente em Deus,
pronunciar a nossa prece. Entretanto, podemos orar em qualquer parte, porque Deus estando em todos
os lugares sempre ouve a nossa prece.
A oração deve ser feita com palavras simples e sinceras; Deus somente atende aos que oram
com sinceridade e confiança.
Antes da oração precisamos purificar os nossos pensamentos; se tivermos prejudicado ou
ofendido um nosso próximo, devemos ir pedir-lhe que nos perdoe; se alguém nos ofender ou prejudicar,
nós devemos perdoá-lo de todo o coração e esquecermos completamente o mal que nos fez; depois, com a consciência em paz podemos orar.

Em nossas orações devemos pedir a Deus que nos auxilie na vida, desvie-nos do mal, tornemos
humildes e bondosos e nos conceda coisas úteis ao nosso progresso espiritual.
A prece sempre nos beneficia; fortifica nosso espírito; dá-nos resignação e paciência;
conforta-nos nas horas de sofrimento; livra-nos do desânimo.
Temos também o sagrado dever de orar a Deus pedindo-lhe pelos nossos irmãos que sofrem;
pelos doentes; pelos ignorantes e maus; pelos nossos inimigos; pelos nossos entes queridos que já
deixaram esta vida.
É bom adquirirmos o hábito de orar todos os dias às mesmas horas; ao acordar de manhã,
nosso primeiro cuidado deve ser orar agradecendo ao Pai a noite que nos deu e pedindo-lhe que nos livre
do mal durante o dia; ao meio-dia devemos pedir a Deus que em sua misericórdia, alivie o sofrimento
dos que estão nos hospitais, nas cadeias, nos leprosários, nos manicômios, nos asilos. Antes de dormir
oremos a Jesus pedindo-lhe que nos dê a sabedoria e nos ensine a ser compassivos como ele o foi.
Lembremo-nos de que Deus atende aos nossos pedidos se estes pedidos forem justos e
servirem para o nosso progresso ou para aliviar a dor dos que sofrem.
E para que alcancemos uma graça de Deus é preciso que nós nos esforcemos por merecê-la;
sem merecimento nada se alcança.
Peçamos sempre para os outros. O que pedirmos a Deus para nossos irmãos, isso mesmo
Deus dará a nós também.

PERGUNTAS
1. O que é orar?
2. Em que lugar devemos orar?
3. Como deve ser feita uma prece?
4. O que precisamos fazer antes da oração?
5. O que devemos pedir a Deus em nossas orações?
6. Quais são os benefícios que a prece nos proporciona?
7. Por que devemos orar?
8. O que devemos fazer ao acordar?
9. Por quem devemos pedir em nossas orações do meio-dia?
10. Qual é a prece que devemos dirigir a Jesus?
11. Quais são os pedidos que Deus atende?
12. O que precisamos fazer para que alcancemos uma graça de Deus?

PAI NOSSO

As preces que nos beneficiam são aquelas que saem do fundo de nosso coração.
Não há fórmulas para as preces; cada um deve dirigir-se ao Pai fazendo o seu pedido com
palavras simples e sinceras.
Entretanto, Jesus nos ensinou a orar assim:
— Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha a nós o teu reino;
seja feita tua vontade, assim na terra como nos céus; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; perdoa
as nossas ofensas, assim como nós perdoamos os nossos ofensores; não nos deixes cair em tentação
e livra-nos do mal. Assim seja.
Essa prece indica os nossos deveres para com Deus, para conosco e para com nosso próximo.
Vamos estudá-la:
— Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome.
É nosso ato de adorar o Pai cuja presença enche o Universo inteiro e cujo nome é santo e
merecedor de todo o nosso respeito. Por isso não devemos pronunciar tão sagrado nome a todos os
momentos e por qualquer motivo.
— Venha a nós o teu reino.
É um pedido que fazemos ao Senhor para que a Terra se transforme em um mundo de paz e
de felicidades.
— Seja feita tua vontade assim na terra como nos céus.
Deus sabe o que mais convém a cada um de seus filhos. Curvemo-nos, pois, à sua vontade
como filhos obedientes que devemos ser.
— O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.
Deus é quem nos pode dar o que necessitamos.
A Ele pedimos o nosso alimento. Pedimos o pão material que alimenta o nosso corpo e o
ganhamos pelo nosso trabalho honesto; pedimos o pão espiritual que alimenta o nosso espírito e o
ganhamos com a nossa obediência às leis divinas.
— Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos os nossos ofensores.
Se nós não perdoarmos os que nos ofenderem não poderemos merecer o perdão de Deus.
Logo, para merecermos o perdão de Deus é preciso que perdoemos o mal que os outros nos fizerem.
— Não nos deixes cair em tentação e livra-nos do mal.
Por essas palavras nós pedimos a Deus que fortifique o nosso ânimo para que possamos
resistir aos maus conselhos e não permita que pratiquemos o mal.
— Assim seja.
Queremos dizer que tudo seja feito segundo o nosso merecimento aos olhos de Deus.

PERGUNTAS

1. Quais são as preces que nos beneficiam?
2. Como Jesus nos ensinou a orar?
3. Por que devemos pronunciar o nome de Deus com muito respeito?
4. Qual é o reino que pedimos a Deus?
5. Por que a vontade do Pai deve ser feita em todo o Universo?
6. Qual é o pão que pedimos ao Pai?
7. Por que devemos perdoar os que nos ofenderem?
8. De quais tentações pedimos ao Pai que nos livre?

(52 Lições de Catecismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário