quinta-feira, 12 de abril de 2012

PARÁBOLA DOS TALENTOS

UNIDADE: DEUS

FAIXA ETÁRIA: 8 A 12 ANOS
TEMA BÁSICO: ENSINOS DE JESUS

OBJETIVO: Identificar que o Evangelho,reunindo os ensinos e exemplos de Jesus, indica-nos o caminho para a paz e a verdadeira felicidade. 

ATIVIDADE INTRODUTÓRIA:

Colocar para o grupo ouvir o trecho "A Primavera", das"Quatros Estações" de Vivaldi,sem dizer o título da obra, nem o nome do autor.

Após ouvirem o referido trecho musical,

apresentar os anexos 1a,1b,1c e1d. Pedirque digam em quais das imagens essa musica mais se encaixa,justificando o motivo da escolha.









ATIVIDADE REFLEXIVA

Apresentar o título da música:"A Primavera" assim como seu compositor:
Antônio Vivaldi foi o primeiro em uma família de sete filhos.Nasceu no dia 4 de março de 1678,na cidade de Veneza, na Itália. Desde,pequeno Vivaldi demonstrou grande talento musical,por isso seu pai o incentivou a aperfeiçoar os seus conhecimentos musicais.

Quando cresceu, Vivaldi tornou-se professor de violino em uma instituição religiosa que fornecia abrigo e formação musical para meninas carentes. Foi nesse período que compôs sinfonias maravilhosas,que encantavam a todos,até mesmo reis e rainhas.
Expor que Vivaldi tinha um talento, ou seja,sabia fazer muito bem uma coisa, no caso, compor músicas.Explicar que os talentos são recursos que Deus nos permite ter: pode ser uma habilidade, isto é, coisa que eu sei fazer muito bem,como cozinhar, desenhar, mas também pode ser a boa saúde,o dinheiro,o tempo que dispomos para nosso progresso,a inteligência.

Refletir com o grupo a partir de perguntas como:

- Como Deus espera que usemos nossos talentos?
- O que aconteceria se Vivaldi não tivesse estudado e aperfeiçoado o seu talento na música?
- Uma pessoa que tem saúde mas que fuma e bebe, está utilizando bem o seu talento da saúde? Por quê?
- E uma pessoa que usa sua inteligência para prejudicar alguém?
- E o que acontecerá se não aproveitarmos bem o talento que Deus nos deu?

Na época em que Jesus esteve entre nós havia uma moeda muito valiosa chamada de talento. Ele a tomou como exemplo para falar sobre a importância do bom uso dos talentos que Deus nos dá. Ele sabia ser muito importante ensinar às pessoas a usarem os seus talentos.


Narrar a adaptação da Parábola dos Talentos

Fig.1- Um Senhor de muitas terras, antes de viajar,chamou seus três empregados e confiou-lhes alguns dos seus talentos (moeda valiosa da época) para que os administrassem, conforme a experiência de cada um. Ao empregado mais antigo, deu cinco talentos, ao outro, dois e ao menos experiente, apenas um.


O que recebeu cinco talentos, negociou e ganhou outros cinco. Do mesmo modo o que recebeu dois, ganhou outros dois. Mais o que recebeu somente um talento, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor.
Quando o senhor retornou da viagem chamou os seus empregados para que estes dessem conta dos seus bens.
Fig. 2- Aproximou-se o que recebeu cinco talentos, entregou outros cinco dizendo:
- O senhor me confiou cinco talentos. Eu os negociei e agora estou lhe devolvendo dez talentos.
- Muito bem! Você foi fiel no pouco que te confiei. Confiarei mais talentos a você no futuro... respondeu o patrão.
O empregado que havia recebido dois talentos, devolveu quatro ao seu patrão, dois a mais. E o senhor igualmente o elogiou,prometendo confiar-lhe mais talentos.



Fig.3- Por fim, chegou aquele,que recebeu apenas um talento e disse:
-Senhor, tive medo de perder o dinheiro e que por isso,se zangasse comigo. Por isso eu enterrei o único talento e aqui estou lhe devolvendo o que é seu.
-Você foi um mau negociante. Por que não fez como os outros, que multiplicaram os talentos que tinham?
O senhor ordenou que lhe tirassem o talento e entregasse ao empregado mais experiente (aquele que havia recebido cinco talentos), como recompensa.


Fig4- O mau servidor, arrependido, pensou: "Que grande oportunidade eu perdi".


Concluir:
Todas as coisas boas existem para que sejam multiplicadas,conforme vimos na história. Multiplicamos o talento quando o utilizamos para o bem.
Quando não multiplicamos o nosso talento(as oportunidades de estudo, trabalho,saúde, a inteligência,etc) não seremos merecedores de novos talentos, que retornarão somente depois de revelarmos nosso esforço para usá-los bem.

ATIVIDADE CRIATIVA
Estabelecer centros de interesse com atividades diversificadas, como por exemplo: recorte e colagem, desenho, massinha,pintura,sucata etc.


Solicitar que as crianças escolham a atividade para as quais tenham mais talento. Dar para todos um único tema, como por ex: paz, familia,amizade,etc e depois, organizar com as crianças uma exposição de todos os trabalhos.

Fonte: Educação do Ser Integral -


































 























2 comentários:

  1. Muito boa a explicação! Deus seja lovado! 💕💞

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelas dicas! VOu utilizar em minhas aulas!

    ResponderExcluir