sexta-feira, 19 de maio de 2017

ALLAN KARDEC


DR. BEZERRA DE MENEZES

O PASSE e A ÁGUA FLUIDIFICADA


 
Quais os tipos mais comuns de remédio que temos em casa ?
A maioria deles servem para aliviar ou curar a dor ou doença como: mercúrio, merthiolate, band-aid , esparadrapo, gaze, água oxigenada, algodão, termômetro, melhoral infantil, xarope, etc..
Todos já usaram remédios como estes daqui para ficarem curados? Para sarar?
Onde papai e mamãe compram esses remédios?
_ Ah! Na Farmácia.... Legal.. Vocês sabiam que aqui no Centro Espírita, tem um remédio muito bom para ajudar a curar machicados, febres, dores de barriga, tristeza, cara fechada, carinha emburrada, vontade de chorar à toa, cansaço que vocês não precisam comprar pois ele é de graça?
Vamos ver como é que é isto?
 
Este é o Carlão e ele é quem vai contar para vocês o nome deste remédio e os
nomes das pessoas que podem dá-lo para vocês.
 
_ Oi gente! Vocês querem ouvir a minha história?
 
_ Um dia né, quando tava lá na minha casa eu fiquei muito gripado, espirrando, tossindo, com febre. Aí minha mãe colocou um termômetro debaixo do meu braço e depois me deu remédio. Eu bebi tudo! Aí a febre passou... 
_ No Sábado(o dia da EEE de sua CE) e era o dia d'eu ir pra Escola Espírita. Quando eu tava indo pra lá eu não vi um buraco e cai de cara no chão. 
_ E você machucou?
 _ machuquei - responde Carlão - machuquei muito(com voz chorosa )
_ Deixa eu ver. Vou lhe ajudar!  
_ E agora , tá parando de doer?
            _ Um pouco . Agora eu já consigo andar!
 _ Daí eu fui pra escola e contei pra tia que tava tossindo, tive febre, fiquei doente. Então ela gosta muiiiiiiiiiiiito de mim e pra me ajudar me deu o remédio que as pessoas tem na escola: O PASSE. Agora eu vou receber o passe e vou fazer uma prece junto com a tia.
            Vamos  ajudar o Carlão  orando  junto .
            _ Será que ele melhorou?
 Carlão responde:
_ Melhorei, Estou bem bem melhor!
_ Que bom! Diz o Evangelizador abraçando o boneco.
 _ Viram só? Eu melhorei porque tomei o remédio lá em casa  e depois ganhei outro remédio aqui que me ajudou a ficar bom ainda mais depressa: O passe!
Viva! Agora posso brincar com vocês(O boneco dá um abraço em cada criança)
            Com Carlão no colo, o evangelizador explicará que ele estava doente , gripado, machucado e por isso precisou de remédios: em caso do melhoral , do curativo e ali do passe.
           
Além do passe, nós temos aqui no Centro um outro tipo de remédio que não é o passe. Vamos ver?
Com uma  jarra com água filtrada sobre a mesa e  faremos uma prece os Espíritos bondosos irão colocar remedinhos nela que irão ajudar a melhorar doenças, tristezas, etc..
 
Vamos tomar água fluidificada, ela não tem gosto de remédio e ajuda a melhorar quem estiver doente.
NEFA 2004

quinta-feira, 18 de maio de 2017

AMAR O PRÓXIMO



OBJETIVO: Formar na criança o impulso ao amor, a aplicar o amor em suas atitudes para com o próximo. Que devemos fazer ao próximo somente aquilo que gostaríamos que fizessem conosco. A importância do amor na sociedade, na família, em toda parte.

DESENVOLVIMENTO:
1º MOMENTO:  Incentivação inicial: Narrar a história do livro: “A galinha afetuosa”. 

2º MOMENTO:. Desenvolvimento no tema: 

 Devemos amar o próximo e a nós mesmos. O que é se amar?* É fazer sempre o melhor para si, sem prejudicar os outros; * É ter respeito consigo mesmo, não prejudicar seu corpo e seu espírito.
 O que é amar o próximo?* É procurar sempre fazer o melhor para ele, mesmo que ele não perceba nossas intenções; * É respeitá-lo, não tentando obrigá-lo a ser como a gente gostaria que ele fosse;* É esclarecê-lo em todos os assuntos que pudermos;* É também praticar a caridade moral e material, que são a expressão prática do amor;* É, em síntese, seguir o ensinamento do Cristo: Fazer aos outros exatamente o que gostaríamos que nos fizessem e não fazer aos outros o que não gostaríamos que nos fizessem.
 A quem devemos amar, ou seja, quem é o nosso próximo? Todos, encarnados e desencarnados são nossos próximos e devemos amar e ajudar sempre que pudermos, sem olhar a quem.
Como gostar de uma pessoa muito diferente de nós e cheia de defeitos?* Percebendo que ela é filha de Deus como nós, portanto merece amor;* Refletindo que nós também somos cheios de defeitos e queremos que os outros gostem de nós;* Sabendo que os defeitos das pessoas não vão durar para sempre e que podemos, inclusive, ajudá-las a superá-los.
 Por que e para que devemos amar as pessoas?* Porque o amor é a manifestação de Deus em nossas vidas, é a prova de que ele existe; * Porque ele é o meio mais fácil e rápido para evoluirmos, já que evita que pratiquemos o mal; * Para termos uma vida mais alegre e fazermos felizes aqueles que recebem o nosso amor.
 O amor é só um, mas o sentimos e manifestamos de várias formas:* Amor maternal, paternal, filial, fraternal, romântico...

3º MOMENTO:  

ATIVIDADE DINÂMICA
Eu fiz para Você …

MATERIAL: lápis colorido ou canetas, cartolinas ou papel ofício recortados em formato de corações.
COMO APLICAR: Explicar ao grupo que a missão de cada um é escrever nos corações nomes de pessoas queridas, pessoas que eles deixariam morar em seus. Cada um poderá criar um slogan, um desenho, uma palavra que reflita o que aquela pessoa representa. Depois que cada criança apresentar quem ele convidaria a morar em seu coração, propor que guardemos os corações em uma caixinha e no final faremos uma prece aos amigos. O evangelizador depois de ouvir as crianças, entregará mais alguns corações e escrever nomes de pessoas que estão em hospitais, presídios, etc.
Este é um exercício de amor ao próximo através de nossas atitudes e do cuidado com o outro. Após a entrega, observar:
- como foi feito a tarefa? Com capricho ou com má vontade?
- a mensagem ou slogan é positivo??

PRECE FINAL


FORMAÇÃO FAMILIAR

quarta-feira, 10 de maio de 2017



Caros Evangelizadores, 

Fomos convocados a realizar uma obra específica no campo do bem, cujo Mestre e responsável maior pela sua execução coloca ao nosso alcance os recursos necessários, respeitando, porém, a nossa disposição de agir. São poucos, por hora, os que dispõem à ação. Mas já aprendemos com Jesus a lição do fermento que é capaz de levedar a massa toda! Sejamos o fermento pela força da nossa convicção e da nossa certeza na excelência da tarefa a que nos propomos. Outros se juntarão a nós, se dermos o exemplo da perseverança e da fidelidade aos princípios estabelecidos para este trabalho pelo Cristo de Deus. O nosso exemplo pode arrastar multidões pela força que lhe é intrínseca, pelos objetivos que norteiam a tarefa. Quem caminha rumo à espiritualização, com certeza não caminha só, como também, em boa companhia. Quem não desiste no meio do caminho, encoraja os que o acompanham a prosseguir, colaborando para que a caravana não se enfraqueça e siga unida, até o fim. Perseverar no trabalho anônimo e produtivo que não recebe os aplausos do mundo, porque não fica na evidência social, é dar testemunho de alta compreensão dos planos de Jesus, relativos à nossa melhoria espiritual. A tarefa de evangelização da criança e do jovem é um desses trabalhos. Plantar, na mente e nos sentimentos da nova geração, a semente de uma sociedade altruísta é investir no futuro, com apreciáveis possibilidades de êxito. Para tanto, necessita o evangelizador estar convencido da importância e do alcance do seu trabalho, condição sem a qual não terá forças suficientes para enfrentar os obstáculos de várias naturezas que comumente se antepõem às nobres realizações. Fortificado no seu ideal, poderá o evangelizador cumprir tarefa sócio espiritual de grande valia e arrastar, com seu exemplo, aqueles que, embora ainda indecisos, se inclinam a seguir um bom modelo.

(Cecília Rocha, Pelos Caminhos da Evangelização – FEB.)