quinta-feira, 17 de março de 2016

DEUS

 Motivação Inicial:

 Iniciar a aula fazendo as seguintes perguntas para as crianças:

 - Quem já visitou o Jardim Zoológico?
 - Qual o animal que mais gostou? Por quê ? 
- Porque o pescoço da girafa é tão longo? 
- Vocês sabiam que as formigas são muito trabalhadoras? 

Elas recolhem comida durante todo o verão, para que no inverno elas possam ficar quentinhas dentro do formigueiro. - Por que o sapo vive na água quando pequeno e fora dela quando adulto? - Como nasce a borboleta?

 Desenvolvimento do tema: Contar a história “A Curiosidade de Juquinha”, utilizando as gravuras anexas.

A Curiosidade de Juquinha Juquinha era um lindo garoto. Estava sempre se divertindo com tudo o que via. Gostava de saber como eram todas as coisas que encontrava. Deitava-se no chão para ver como os bichinhos comiam e viviam. Olhava os olhos e a boca, os pés e os pêlos dos animais, achando que tudo no mundo era bonito e bem feito. Juquinha perdia horas, olhando as coisas pequeninas e as coisas grandes que encontrava pelo mato, no jardim ou quando visitava o jardim zoológico. Ele estava sempre a dizer: - Quem fez todas essas coisas sabe muito!!! Sabe mais que papai, mais que a professora, mais que os homens que vão para a lua! Sabe mesmo... porque os homens sabem fazer foguetes para viajarem para a lua, mas eles não sabem como fazer a lua. Olhando uma tartaruga Juquinha dizia: - Quem fez a tartaruga sabe fazer coisas que andam devagar e também sabe fazer coisas que andam ligeiro, como o vento ou o raio nos dias de chuva. Um dia, Juquinha saiu para passear com seu cãozinho Piloto e encontrou um montinho de areia. Quis saber o que era que tinha lá dentro. Vocês também querem saber? Eram formigas!!! Juquinha ficou a pensar: - Quem ensinou as formigas a fazerem suas casinhas tão bem-feitas? Juquinha andou e andou... Piloto também. De repente, Juquinha viu uma coisa verde e bonita. Ficou olhando, encantado com aquilo. Sabem o que era??? Um casulo!!!! Dali sairia uma linda borboleta. Juquinha pensou: - Como é que poder ser tão bem-feito? O homem não pode fazer uma linda borboleta que sai de dentro de um casulo verde, voando com suas lindas asas!! O menino continuou andando e em seguida viu umas coisas pequeninas e marrom. Quis logo saber o que era. Sabem o que eram? Sementinhas!!!! Logo elas se transformariam em frondosas árvores. Juquinha ficou a pensar: - Ninguém pode entender uma coisa assim!! Quem fez a sementinha dever ser muito sabido mesmo!!!!! Juquinha andou mais, Piloto também. Encontrou um lago de águas cristalinas. Ele parou, abaixou-se e olhou, olhou ... Ficou encantado!!!!! Sabem o que tinha embaixo da água? Uma coisa pequenina e preta, com um rabinho novo. Era um sapinho!!! Como é que um sapinho novo tem rabinho, vive dentro da água e depois que cresce não tem mais rabinho e vive na terra? Quem tira o rabinho do sapo sem ele sentir dor? Quem mexe no corpo do sapo para ele respirar dentro da água quando é pequeno e respirar fora da água quando é adulto?
Juquinha continuava a olhar tudo, tudo. O lago. O caracol que andava com a casa nas costas. Quando Juquinha olhou para cima ... bem alto, viu uma nuvem enorme, escura e pensou: - Agora mesmo o céu estava todo azul, com nuvens bem marcadas. Quem tirou as nuvens brancas e colocou a nuvem preta? Ih!!! Mamãe disse que nuvem escura traz chuva!!!! E Juquinha correu para casa o mais rápido possível. E Piloto também. Chegaram em casa e encontraram mamãe na porta esperando. Juquinha entrou e foi logo perguntando: - Mamãe, eu vi uma porção de coisas bonitas que nem você e nem o papai sabem fazer. Eu vi coisas muito interessantes e achei lindo. Ninguém sabe fazer as coisas que eu vi, eu garanto. Quem sabe fazer uma borboleta? Quem sabe fazer uma linda árvore nascer de uma sementinha? Quem tira o rabinho do sapo quando ele cresce? Mamãe enxugou alguns pingos de chuva da cabeça de Juquinha e, com muito carinho, respondeu: - Meu filho, só Deus, nosso Pai, nosso Criador, é que poderia ter feito tudo assim, tão certo, tão belo e tão perfeito! Você descobriu muitas coisas que Deus fez, mas ainda falta muitas outras que, durante toda a sua vida, você terá oportunidade de conhecer.











Nenhum comentário:

Postar um comentário