segunda-feira, 13 de junho de 2016

O ATEU E O PROFESSOR



     Um professor, astrônomo de grande sabedoria, era muito amigo de um jovem médico que não  tinha religião, pois não acreditava na existência de DEUS.
     Desejando ajudar o amigo a crer em Deus, o professor construiu uma peça mecânica que reproduzia o nosso Sistema Solar, com seus movimentos e órbitas. Quando esse sistema era ligado, o Sol brilhava e os planetas passavam a girar ao seu redor, ao mesmo tempo, que, os pequeninos satélites movimentavam-se também em torno dos respectivos planetas.
    Na próxima visita do amigo, após as saudações, ficaram ambos  em agradável conversação, os professores então perguntou:
   Mas afinal, quais são as suas crenças? De que forma você admira Deus e suas obras?
  Ora falou o médico. – Eu não  acredito em Deus,  isso é coisa dos mais antigos, coisa do passado. Tudo que existe no mundo, a Natureza, o Universo é obra do acaso. Continuo  acreditando que Deus é uma ilusão .Eu não creio em Deus...
 O professor não deu nenhuma resposta ao médico, desviou a conversa, falaram de outras coisas. Depois como que nada quer convidou o médico para visitar o seu laboratório. Assim que o mecanismo foi ligado, os novos planetas passaram a girar em torno do Sol, em suas órbitas perfeitas. O médico ateu admirado fez grandes elogios ao sistema, perguntando em seguida:
  Quem é o autor desse engenhoso instrumento?
 O professor , sorrindo, respondeu:
 Não houve autor algum. Ninguém fez esse sistema.
 Como assim? Replicou o ateu surpreendido.
 É muito simples e natural é obra do acaso.
Isso é impossível. – falou o ateu, um objeto, feito com tanta arte e inteligência tem que ter um criador, um inventor.
-Ah! Você reconhece que este mecanismo não pode ser obra do acaso e que deve ter um autor. No entanto ele é apenas uma cópia, muito imperfeita de uma grandiosa e muito mais  difícil. Depois o professor conduziu o médico até a varanda e apontando para o céu estrelado, disse:
- Esse mecanismo dá somente uma simples demonstração de como funciona o nosso sistema solar. E o Universo todo com suas infinitas maravilhas? Pela primeira vez o médico passou a meditar seriamente na grandeza do Universo e toda a sua criação, e estendendo sua mão ao médico disse: muito obrigado pela lição. O professou abraçou o amigo comovido, sabia ter ele, lançado naquele coração, uma pequenina semente, que um dia daria bons frutos.



Responda de acordo com a História do Ateu e do Professor.

 01- Quais os personagens principais dessa história?_______________________

02- Qual a especialidade do professor?__________________________________

03- O professor acreditava na existência de Deus?_________________________

04- È o Médico_____________________________________________________

05- Que dizia o médico sobre a Criação do Universo e da Natureza?___________

___________________________________________________________________

06- É o professor disse alguma coisa ou ficou calado?_______________________

07- Que fez o professor para ajudar o seu amigo médico a acreditar em Deus?___

___________________________________________________________________

08-Depois que o professor mostrou ao médico o mecanismo que representava o nosso Sistema Solar, que disse o médico?  ___________________________________________________________________

___________________________________________________________________

09-Que respondeu o professor?__________________________________________

___________________________________________________________________

10- Qual foi à resposta do médico para o professor?_________________________

___________________________________________________________________

11- Levando  o médico até aa sua varanda , o professor mostrou o quê?


___________________________________________________________________



12-Depois disso o médico disse o que para o seu amigo professor?______________

___________________________________________________________________



Nomes dos participantes:_______________________________________________




Nenhum comentário:

Postar um comentário