domingo, 13 de maio de 2012

NÃO VIOLÊNCIA



ATIVIDADE INTRODUTÓRIA

Narrar a passagem evangélica que descreve a prisão de Jesus pelos soldados romanos.Um dos apóstolos querendo defender Jesus,pega sua"espada"(provavelmente um facão muito usado pelos pescadores) e investe contra um soldado,cortando-lhe a orelha. Jesus repreendeu-o dizendo-lhe:
"Guarda a sua espada porque todos os que lançarem mão da espada,à espada morrerão".
Observação: A palavra original, na língua em que o Evangelho foi escrito, deveria significar "espada" ou "facão",segundo alguns estudiosos.


ATIVIDADE REFLEXIVA

Dialogar com as crianças sobre a atitude do apóstolo,compreensível do ponto de vista humano, para defender Jesus.Este, entretanto,não aprovou sua atitude porque Ele sempre ensinou e deu o exemplo do amor e do perdão, uma vez que o revide gera mais violência e depois, mais revide, além das energias más que criamos para nós próprios.

Relembrar que violência não é so agressão fisica, mas há muitas outras formas:
- ofensas e xingamentos;
- depredação de bens públicos ou particulares(telefone,ônibus, praças, escolas...);
- diversões (touradas,brigas nas torcidas de futebol, "pegas" de carro, rivalidades de "grupos", como nos bailes "funk");
- autoviolência,isto é contra a própria saúde e vida (gula,vícios,aborto...)

Afirmar que já compreendemos que nós não devemos usar de violência porque nos fará muito mal.Mas como agir quando alguém nos provova?

Ouvir o grupo, fazendo-o refletir sobre cada opinião dada.Ao final,sistematizar a atitude de não-violência diante de uma provocação, seguindo as seguintes etapas para resoluçãode conflitos .

ETAPAS PARA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

1- acalmar-se(e não discutir até que o outro fique calmo).
2- procurar compreender o que o outro sente.
3-dialogar sobre os pontos de vista geradores de conflito.
4- procurar resolver o conflito através de:

a) uma conversa com solução satisfatória para os dois lados;
b) solução dada pela Justiça,nos casos previstos pelas Leis .
Nunca fazer justiça com as próprias mãos!!!

Apresentar situações habituais na vida da criança para resolução de conflitos seguindo essas etapas.

EXEMPLO:

Carlota chegou da escola e encontrou a Tv ligada.Mudou de canal para ver seu programa favorito. Luiza,sua irmã,saiu do quarto aos gritos dizendo que tinha saído por uns instantes mas já estava assistindo a TV e não ia permitir que o canal fosse trocado.As duas irmãs agora estão brigando.
Como poderiam resolver o conflito?
Obs: Ressaltar que a solução deve ser satisfatória para os dois lados.

Propor que em pequenos grupos, as crianças citem situações de conflito, vivenciadas por elas, resolvendo-as seguindo as etapas aprendidas.

CONCLUIR:
Enfatizando as vantagens da não-violência.

Explicando que, se algumas mortes violentas ocorrem como consequência de erros desta existência, outras acontecem por erros cometidos em existências passadas , os quais deixaram "marcas" na consciência, necessitando de reparação.

ATIVIDADE CRIATIVA

Propor ao grupo a criação coletiva de um grande painel com o título:

"Adote a não violência!",seguindo as etapas seguintes:

Dividir a turma em cinco subgrupos,dando para cada um deles um dos subtítulos do painel.

DEPREDAÇÕES


BRIGAS


PALAVRAS

DIVERSÕES


AUTOVIOLÊNCIA

Cada subgrupo elaborará um desenho relativo a forma de violência na modalidade apresentada.Usar giz de cera ou recorte e colagem(sugerir que, nesse caso,utilizem também o giz de cera para fazer o cenário, valorizando o desenho).O grupo também poderá incluir textos pesquisados em jornais e revistas.

Ao final cada subgrupo apresentará o que produziu e será, então, montado o painel,que deverá ser encerrado com uma frase a favor da não-violência.

3 comentários:

  1. Retribuindo a visitinha. Maravilhoso seu blog, Alice. Continue espalhando sua luz pelo mundo. Beijo no coração, paz e luz! Laura
    jardimsecretodalaura.blogspot.com.br
    P.S.: Estou seguindo seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado querida!!!!
    Agradeço pela visita!!!
    bjs

    ResponderExcluir