quarta-feira, 18 de maio de 2011

CORAGEM E PERSEVERANÇA

OBJETIVO:

Distinguir coragem, força interior para enfrentar dificuldades, da ousadia, arriscar a vida sem motivo justo.

ATIVIDADE INTRODUTÓRIA

Apresentar o anexo 1 com as quatro expressões faciais, solicitando que as crianças identifiquem as emoções que expressam (alegria, tristeza, surpresa e medo).

ATIVIDADE REFLEXIVA


 Dialogar com as crianças a partir das seguintes perguntas:

- Se aparecesse aqui, de repente, um leão, qual dessas emoções você sentiria?
- Temos motivos para ter medo de leão? Por quê?
- E se aparecesse uma minhoca, temos motivos para ter medo? Por quê?

 Explicar que ter medo de leão não é ser medroso porque ele é um animal selvagem e perigoso, mas não há razão para ter medo de minhoca porque nenhum mal ela nos faz.

 Continuar o diálogo:

- É perigoso para uma criança subir num telhado? Por quê?

- E para um gato? Por quê?

- Se o gato tiver medo de subir no telhado, é medroso?


Dizer que contará a história de um gato medroso.

Narrar: O GATO FILÉ.

Perguntar às crianças se querem saber o que a vovó disse para Filé


Cantar: O Gato Filé (CD LFC: Histórias Cantadas/ I - Sonia da Palma)

O GATO FILÉ

Filé, o gato da minha vizinha,

Não passeia no escuro, não.

Para andar no telhado ele diz,

Ele diz: NÃO, NÃO, NÃO, NÃO!

Filé tem medo, medo de tudo,

Do gatinho ao gatão.

Como ajudar o Filé?

Preciso encontrar a solução!

Filé, você é bonito!

Filé, você é sabido!

Filé, você tem juízo!

Você tem um tesouro escondido!

Você é muito capaz.

E é importante tudo que faz

Não há gato como você

Descubra o que pode fazer.

Você é tão especial

Como você não há igual.

Pedir que às crianças lembrem o que a vovó falou para Filé. Depois, dizer que desde esse dia, Filé entendeu que ele podia vencer todos aqueles medos. E tornou-se, de fato, um gato corajoso.


 ATIVIDADE CRIATIVA

Pedir que as crianças falem livremente sobre os medos que elas ou seus irmãos sentem. Analisar com o grupo se há ou não motivos para os medos.

 Se os medos não correspondem a situações reais de perigo, propor que a criança dramatize a situação e, em seguida o grupo todo dirá as seguintes palavras de incentivo:

“Meu amigo Jesus

estou com grande “medão”!

Peço coragem e luz,

Mais força no coração”

Sugerir procedimentos razoáveis, junto com o grupo, para cada um vencer o seu medo.


HARMONIZAÇÃO FINAL / PRECE


 Dizer que Jesus é o nosso grande amigo. Ele nunca nos esquece. Sempre que sentirmos medo deveremos pensar nele e teremos coragem.

Fazer a harmonização da forma habitual, pensando em Jesus junto a todos.

Meditar:  Jesus me dá coragem.


GATO FILÉ


Era uma vez um telhado vermelhinho (flanel. 1) da varanda da casa da vizinha. (flanel. 1a).

Na varanda está a vovó na sua cadeira de balanço (flanel. 2) e uma cama bem fofinha (flanel. 3) do gato Filé (flanel. 4).

Durante o dia Filé gosta de tomar sol no telhado (colocar flanel. 4 no telhado), mas quando chega a noite e escurece, Filé corre assustado para sua cama, bem juntinho da vovó.

– Que é isso Filé? Você está com medo? pergunta a vovó.

Filé levanta as orelhinhas, com cara de medo e olha para a vovó.

Outro dia, Filé estava em cima do telhado olhando uma borboleta (flanel. 5) que voava por ali quando ouviu um barulhinho no jardim.

Filé nem olhou. Pulou do telhado no colo da vovó.

Sabem o que assustou Filé?

Uma gatinha brincando com uma bola de ping-pong (flanel. 5) que foi esquecida no canteiro das flores.

Ah, Filé! Como você é medroso!

Flanelogravuras 1, 2, 3, 4 e 5

                           Flanelogravura 1a

FONTE: EDUCAÇÃO DO SER INTEGRAL - LFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário