quarta-feira, 16 de março de 2011

NINGUEM PODE VER O REINO DE DEUS SE NÃO NASCER DE NOVO




OBJETIVO: Reconhecer a reencarnação como benção Divina, através da qual temos a oportunidade de resgatar os nossos erros e exercitar as qualidades que já adquirimos.

- dizer que esta aula terá continuação na aula seguinte, aonde analisaremos alguns casos de reencarnacao.
- o estudo do tema sugere uma retomada histórica, mostrando que a idéia da reencarnação é tão antiga quanto a capacidade de pensar do homem.


- Citar a colocação de Jesus:

“ Ninguém, poderá ver o reino de Deus se não nascer de novo”.

- perguntar aos jovens o que Jesus quis dizer com esta frase. Deixar que exponham suas idéias a respeito de tal colocação.

- evidenciar que em outras culturas e civilizações, a idéia das vidas sucessivas já existia, citando alguns exemplos.

- perguntar, pedindo que não respondam, mas pensem. Por que a gente reencarna?

- pedir que façam uma leitura dinâmica do texto do ANEXO I.

- Ouvir os comentários sobre o texto do ANEXO I.

- pedir que respondam a pergunta feita anteriormente, Por que a gente reencarna?

- ouvir as respostas, dizendo que:

a) Deus impõe aos espíritos a encarnação, com o objectivo de fazê-los chegar à perfeição, passando pelas vicissitudes da existência corporal.

b) Visa ainda outro fim a encarnação: o de pôr o espírito em condições de suportar a parte que lhe toca na obra da criação.

c) Para executá-la é que, em cada mundo, toma o espírito um instrumento, de harmonia com a matéria essencial desse mundo, a fim de aí cumprir, daquele ponto de vista, as ordens de Deus. É assim que, concorrendo para a obra geral, ele próprio se adianta....

d) A encarnação não é nenhum castigo: não estamos voltando à vida material para sofrer e sim, para aprender. Se dificuldades existem, são frutos do mau uso que fizemos de nosso livre-arbítrio, e não porque Deus deliberadamente assim o quis;
 
ANEXO 1


Artigo de Rosana Hermann, jornalista

O Cantor do LS Jack é internado em coma no Rio após lipoaspiração. É possível isso? É admissível isso? Um rapaz de 27 anos ter uma parada cardíaca e entrar em coma após uma cirurgia de lipoaspiração?

Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração? Uma coisa é saúde outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu.

Hoje, Deus é a auto imagem. Religião, é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona.

Sinceridade é careta.

Pudor é ridículo.

Sentimento é bobagem.

Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. ―Mau-caráter‖ bem sucedido é exemplo de sucesso.

A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem? A sociedade consumidora, a que tem inheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, a humanidade, o coletivo.

Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada. Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar correr, viver muito, ter uma aparência legal mas… uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural.

Não é, não pode ser. Deus permita que ele volte do coma sem seqüelas. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme. Que o amor sobreviva.

1 comentários:

Ana Cristina A. S. Freitas disse...

gostei demais da reflexão. a lógica está mesmo invertida. a sociedade precisa resgatar os valores.

Postar um comentário