quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Amemos o Planeta Terra Que Nos Acolhe




OBJETIVO: Ressaltar a importância do planeta Terra para nós, espíritos, que estamos em marcha evolutiva, pois ele nos acolhe para que possamos ter novas oportunidades.

passar um filme sobre a temática da preservação da Terra. Se não for possível passar o filme todo, devido ao tempo de aula, o evangleizador deverá, previamente selecionar trechos para que possam ser mostrados aos jovens.

- colocar em debate alguns pontos, tais como: Efeito Estufa, Desastre Ecológico, Neutralização do Carbono, etc.

levar material de apoio, revistas, jornal, internet, para enriquecer o debate.

Observação: um bom filme que trata deste assunto é “Koyaanisqatsi" de Francis Ford Copolla e Godfrey Reggio.

O Culto do Evagelho É Luz No Lar Objetivo:



Objetivo: reconhecer a grande importância do culto do evangelho para o equilíbrio de um lar
- a turma deverá escolher entre eles “um pai” e “uma mãe”. O restante das crianças serão os filhos (se houver muita criança, poderá também sr escolhido avó e/ou avô, ou tia/tio).

- Os evangelizadores serão os mentores que vão intuindo os pais na condução do culto. Portanto, se os pais não souberem conduzir o culto (porque as crianças nunca fizeram um em casa), o evangelizador/mentor poderá ir passando as orientações, dizendo bem próximo dos pais o que fazer.

- já com a presença dos mentores, os pais deverão dizer ao filhos que está na hora do Culto do Evangelho no lar. Começa então toda a família a organizar as cadeiras (pode ser em círculo). Enquanto isso um membro da família enche um copo com água e coloca sobre a mesa. Os mentores então fluidificam a água, que será tomada no fim do culto.

- fazer o culto, com leitura do evangelho. O evangelizador deverá, previamente, selecionar uma página que será lida no culto. Após a leitura todos deverão fazer comentários a respeito do que foi lido. O evenagleizador poderá ajudar, intuindo a todos (ou seja, estimulando as crianças a falarem e entrarem “no clima” de um culto).

- após o comentário do evangelho, os pais deverão pedir para que cada filho fale como foram na escola durante aquela semana. Se tem algum assunto que eles querem dividir com a família, etc. Nesta parte do culto os mentores deverão intuir os pais quanto ao que falarme para os filhos, de fomra que a conversa seja muito produtiva.

- para encerrar eles fazem a prece, os pais podem pedir para um ou mais filhos fazerem. Enquanto eles vão fazendo a prece, os mentores, vão dando passe em todos. Ao final do culto, todos deverão tomar a água que foi fluidificada. Enquanto isso os mentores podem espalahr energia na casa ( com as mãos, fazer movimentos que simulem o espargir de energia).
- após o encerramento a mãe diz que tem um lanche para a família. A família então arruma a mesa e coloca o lanche, que o os evangelizadores devem levar para a aula.
-

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

PARÁBOLA DOS TRABALHADORES DA ULTIMA HORA




OBJETIVO
           Levar os evangelizandos a entender o valor dado por Jesus à disposição de trabalhar.
           Que devemos aproveitar as oportunidades que nos são dadas.
CONTEÚDO
Pois o reino dos céus é semelhante a um homem, Senhor da Vinha, que saiu desde a madrugada para contratar trabalhadores para sua vinha.
E tendo contratado com os trabalhadores um denário por dia, enviou-os para sua vinha.
E tendo saído cerca da hora terceira, viu outros que estavam ociosos em pé na praça,
e disse-lhes: "Ide também vós também para a vinha, e vos darei o que for justo". E eles foram.
Novamente saiu cerca da hora sexta e da nona, e agiu da mesma forma.
E saiu cerca da undécima hora, e achou outros que lá estavam, e disse-lhes: "Por que estacionais aqui desocupados o dia todo?"
Disseram-lhe: "Porque ninguém nos contratou". Disse-lhes : "Ide vós também para a vinha".
Chegando a tarde, disse o dono da vinha a seu capataz: "Chama os trabalhadores e paga-lhes o salário, começa pelos últimos até os primeiros".
E chegando os da undécima hora, receberam um denário cada um.
E vindo os primeiros, julgaram que receberiam mais, mas receberam um denário também eles.
E ao receber, murmuraram contra o Senhor da Vinha, dizendo:
esses, os últimos, trabalharam uma hora e tu os trataste como a nós, sofredores do peso do dia e do calor.
Respondendo, ele disse a um deles: "Companheiro, não te faço injustiça; não contrataste comigo um denário?
Toma o que é teu, e retira-te; eu quero dar a este último tanto quanto a ti;
ou não me é lícito fazer dos meus bens o que quero? Ou teu olho é mau, porque eu sou bom?
Assim os últimos serão primeiros e os primeiros, últimos.
" Mateus 20, 1-16

Dinâmica: O evangelizador levará 5 tiras de cartolina com: OS PRIMEIROS / SERÃO OS ÚLTIMOS / E  OS / OS ÚLTIMOS / SERÃO OS PRIMEIROS. Em 
 seguida, irá pedir a 5 crianças que se levantem e a cada uma dar uma tira de cartolina com trechos de frases de Jesus e colocará as crianças de tal forma que a frase fique desordenada e, em seguida, pedir às outras crianças que ordenem a frase.








sexta-feira, 4 de agosto de 2017

LIVRO SOBRE FAMÍLIA




OBJETIVO GERAL

• Compreender a formação familiar e a necessidade de viver em família.
“No espaço, os Espíritos formam grupos ou famílias entrelaçados pela afeição, pela
simpatia e pela semelhança das inclinações. Ditosos por se encontrarem juntos, esses
Espíritos se buscam uns aos outros.”
(O Evangelho Segundo o Espiritismo – Capítulo IV, item 18)

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

» Destacar as atitudes que devem ser praticadas em todas as famílias, para que elas sejam
mais harmoniosas, saudáveis e felizes
» Reconhecer que a família não se forma por acaso, mas por compromissos, necessidades
e afinidades de seus integrantes.
» Levá-los a reconhecer que a família é formada não só pelos laços de sangue, mas
também por laços espirituais. Os familiares que já desencarnaram continuam fazendo
parte da família.
» Despertar na criança a compreensão de que é no lar, junto do grupo familiar que
encontramos a ajuda que necessitamos para nosso crescimento espiritual.
» Utilizar como metodologia a produção de um livro para mostrar a importância da família
para cada evangelizando

DESENVOLVIMENTO

1º momento – prece
2º momento – Livros.
» Questionar se eles gostam de ler, se sim, perguntar porque?
» Perguntar se os pais tem o hábito de ler para eles
» Falar que com o livro eles podem desenvolver a imaginação, emoção, sentimentos e
sensibilidades...
» Destacar a importância de cuidar dos livros que pegamos na biblioteca, uma vez que
outras pessoas poderão usufruir daquelas histórias
3º momento – colocar todos sentados no chão e ler o “Livro da Família” para as crianças


4º momento
» Falar que a turma irá produzir seu próprio livro para falar sobre a família.
» Questionar a importância da família para cada um deles.
» Relembrar os ingredientes essenciais para formar uma família, assim como a nossa
massinha “da família”
» Mostrar como iremos fazer o livro passo–a-passo e de forma integrada.

Conteúdo do livro:

Capa – “Minha família”
Página 1 - – Livro dos espíritos
775. Qual seria para a sociedade o resultado do relaxamento dos laços de família?
— Uma recrudescência do egoísmo.

Página 2 - ingredientes para a nossa família – receita da massinha:
Água - respeito
Farinha - amor
Sal – cuidado
Corante comestível - carinho
Óleo - união

Página 3 – “O que você gosta de fazer com a sua família?”

Demais páginas do livro

As crianças receberão o EVA em formato de uma casa e material para colar e formar as suas
família. Enquanto elas colorem os membros da sua família, elas deverão responder a

pergunta inicial “o que você gosta de fazer com a sua família?”

CONFECCÃO LIVRO



OBJETIVO GERAL

Confeccionar um livro que aborde o tema : Vida em Família

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Confeccionar o Livro entendendo sua importância no estudo e estimulando a leitura .

DESENVOLVIMENTO

 Prece inicial

 Hora das novidades.

 Ressaltar a importância da família

1) falar sobre a importância da família utilizando alguns dos objetivos do ano que são esses:
- Núcleo base da sociedade;
- Forma de evolução em grupo e aperfeiçoamento mútuo;
- Oportunidade de vivência da fraternidade e colaboração recíproca.

Até o fim da aula

As crianças devem desenhar a família e escrever qual a importância da família para elas.

1) Separar revistas com imagens de pessoas que lembrem família( levar algumas imagens já
impressas para facilitar);
2) Disponibilizar lápis de cor e canetinhas, giz de cera, lixa de parede e outros materiais para que
eles escolhessem como retratar sua família (livre escolha).
3) há ainda a possibilidade de fotografar as crianças e colocar seus retratos com suas atividades
respectivamente.

CONCLUSÃO

Os evangelizadores irão recolher os trabalhos e montar O LIVRO com espiral.

DINAMICA - QUEBRA-CABEÇA


OBJETIVO: levar os participantes a refletirem sobre a necessidade do cultivo da paciência, da fraternidade e da cooperação.

MATERIAL: envelopes com quebra-cabeças diferentes.

PROCESSO: Pedir que formem grupos e dar um envelope com um nº de peças para cada evangelizando. Preparar os envelopes com as peças misturadas. Distribuir os envelopes.

Proceder às instruções:
- Todos devem montar seus quebra-cabeças dentro de 15 minutos;
- Deverão se movimentar com o menor barulho possível;
- Os evangelizandos deverão trocar entre si as peças;
- O grupo que terminar seu quebra-cabeça deverá ajudar os colegas que não finalizaram a atividade;

- A dinâmica será concluída quando todos formarem seus quebra-cabeças.
- Deveremos observar as atitudes das crianças até a finalização da tarefa. Quando concluírem a atividade, explicar que o grupo ‘vencedor’ não é aquele que montou primeiro o quebra-cabeça, mas aquele cuja atitude é de cooperação, união, fraternidade e paciência. Pedir para eles mesmos avaliarem suas atitudes e pensarem sobre isso.

FIGURAS PROPOSTAS PARA FAZER O QUEBRA-CABEÇA