terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

LIÇÃO DA RENÚNCIA


Certa noite, quando Jesus e seus discípulos terminaram os trabalhos do dia, reuniram-se na casa de Simão Pedro para mais um estudo do Evangelho no Lar.

A sogra de Pedro, mostrando-se angustiada, perguntou a Jesus:

– Senhor, afinal de contas, que vem a ser a nossa vida no Lar?

– O lar é a escola das almas, o lugar onde Deus nos coloca a fim de crescermos do entendimento da Humanidade.
Onde se aprende a renunciar, completou Jesus.

Entretanto, a senhora estava chorando e acrescentou:

– Quando iniciamos as tarefas no lar, tudo é bom e cheio de esperanças e, com o tempo, tudo fica amargo e cheio de espinhos...

Jesus, então, perguntou-lhe:

– Como você faz para servir o feijão à mesa?

Ela respondeu:

-– Primeiro, preciso lavá-lo para o colocar em uma panela de água fervente, até que cozinhe bem.
Então, o Mestre afirmou:

– Do mesmo modo ocorre com as pessoas.

A família é como se fosse um caldeirão com bastante água quente para que, juntos, todos possam se “amaciar” e serem aproveitados nos verdadeiros valores da vida.

As pequenas renúncias nos amaciam, afirmou Jesus.

A mulher retrucou:

– Mas há aqueles que, apesar de saberem o que fazer, não o fazem e continuam no caminho errado...

O Mestre continuou:

– O que você faz com o feijão que ficou duro? – Eu os retiro da panela para que não machuquem a boca de quem for mastigá-los, respondeu a senhora.




Jesus, então, concluiu:

- Também as pessoas que não são capazes de renunciar à satisfação de seus desejos imediatistas e as que não se envolvem na ajuda ao próximo, serão “retiradas do caldeirão”, pois não terão condições de permanecerem juntas de seus companheiros, uma vez que estes estarão mais evoluídos, por que renunciaram mais...

 Finalmente, a sogra de Pedro e os demais presentes puderam compreender a maravilhosa lição da renúncia.

 Espírito: Néio Lúcio médium: Chico Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário