domingo, 6 de outubro de 2013

O BOM SAMARITANO







PEDREIRO MORRE POR FALTA DE SOLIDARIEDADE

A falta de solidariedade humana pode ter sido a causa da morte do pedreiro Antônio Francisco Medeiros, 61 anos. Pedindo socorro a todos que por ele passava na rua Saldanha Marinho, dizendo estar passando mal, Antonio, talvez por não estar bem vestido só recebeu o não.
Às 12 horas quando caminhava  pela Rua Saldanha Marinho, Antônio que trabalhava como pedreiro, sentiu-se mal. Não mais conseguindo andar, começou a apertar as campanhias das residências para pedir socorro. Mas não apareceu ninguém com senso humanitário para atender aos apelos de Antonio que caiu e morreu.
Segundo um homem que trabalhava  próximo ao local onde o pedreiro caiu morto, houve momento em que um rapaz passou e ao ser tocado por Antonio o empurrou, “Eu infelizmente não pude fazer nada, porque estava de serviço e não podia deixar para ir ao encontro dele. Mas se ele se aproximasse com certeza o teria ajudado”, disse o homem.
Pessoas que conheciam o pedreiro, disseram que ele sofria do coração e que havia perdido seu filho há 15 dias.
As causas da morte só serão divulgadas hoje pelo legista do Instituto Medico Legal de Campos, para onde o corpo foi removido. Ao dar entrada no IML, o corpo apresentava um profundo corte na testa.


                                                          Reportagem Folha da Manhã Novembro/1996


Apresentar a Parábola do Bom Samaritano em quadrinhos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário