quarta-feira, 27 de junho de 2012

PROPAGAÇÃO DO CRISTIANISMO

Objetivo:

Reconhecer a tarefa missionária dos apóstolos que divulgaram os ensinamentos de Jesus.

ATIVIDADE INTRODUTÓRIA

Em um envelope grande, antes da reunião, colocar as frases abaixo:

Não julgueis para que não sejais julgados(Mateus 7:2)

Bem aventurados os que choram, porque serão consolados. (Mateus 5:4)

Nisto todos conhecerão que sois meu discípulos: se vos amardes uns aos outros. (João 13:35)

Estimular o grupo para que pensem numa noticia que viesse em uma carta e fosse útil a todos.

ATIVIDADE REFLEXIVA

Avaliar com os participantes as notícias, se não significam prejuizo para alguem

Ouvir as opiniões. Dizer que um dia foi deixada uma boa noticia para todos. Ler as frases de Jesus contidas no envelope e dialogar com o grupo.

Quem mandou essas mensagens para o grupo?
Qual o valor de cada uma dessas mensagens?
O que esse tipo de mensagem pode fazer por alguem que atravesse um momento difícil?

Pedir que os participantes, caso queiram, apresentem depoimentos sobre a importância da mensagem de Jesus em algum momento de suas vidas.

Explicar que a palavra Evangelho significa "boa nova" ou "boa notícia". Jesus trouxe essa mensagem para que as pessoas, ao vivê-las, encontrassem a paz e a alegria. Jesus contou com a colaboração de amigos para levar a sua mensagem de amor para o mundo todo. O principal colaborador foi Paulo de Tarso.

Narrar: PAULO DE TARSO

Perguntar:

-Por que Saulo perseguia os seguidores de Jesus?
-Por que razão Saulo não aceitava outras crenças que não a sua? o que vocês
acham dessa atitude?
-De que forma o apóstolo Paulo reparou o mal que fez?
-Na sua opinião o que significa viver a mensagem de Jesus?
-O que mais chamou a atenção de vocês na vida de Paulo de Tarso?

Concluir dizendo que o Cristianismo deve a sua divulgação a pessoas como o apóstolo Paulo de Tarso, que não apenas falou, mas principalmente viveu a mensagem de Jesus. Paulo de Tarso foi um exemplo de coragem, venceu o orgulho, reparou seus erros e conquistou a paz.

ATIVIDADE CRIATIVA

Solicitar que criem uma encenação da conversão de Saulo. Todos os participantes deverão ser envolvidos em alguma atividade, inclusive improvisação de roupas e cenários.

HARMONIZAÇÃO FINAL

Citar o ensinamento de Jesus: "Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei".

PAULO DE TARSO

Paulo de Tarso é conhecido no Evangelho de duas maneiras: como perseguidor cruel do cristianismo e como um grande divulgador da mensagem de Jesus.
Vamos conhecer hoje um outro aspecto: o homem que venceu as suas imperfeições e corrigiu os seus erros, encontrando, assim a paz.
Quando jovem, era conhecido como Saulo de Tarso. Era um grande conhecedor de sua religião ganhando, assim, o título de doutor da Lei de Moisés. Mas era também muito orgulhoso! Achava que a sua fé era a única verdadeirae por isso, não aceitava quem pensava diferente.
Um dia, ouviu falar de um grupo que dizia que o Messias, herói aguardado por seu povo há muitos séculos, era Jesus de Nazaré, o carpinteiro crucificado em Jerusalém que não fazia muito tempo.

Fig.1 Tomado pela ira, prendeu os amigos de Jesus e condenou à morte o jovem pregador de nome Estêvão.
Mas isso não bastava! Era necessário perseguir e prender os seguidores do Cristo em toda parte.


Fig.2 Assim, foi para a cidade de Damasco, com pessoas de sua confiança, para capturar um homem de nome Ananias. De repente, quando estava quase chegando, foi surpreendido por uma luz diferente vinda do alto. Assustado, caiu do cavalo!



Fig.3 Saulo percebeu que a luz tomava a forma de um homem muito belo, de barba, com os cabelos na altura dos ombros, que o fitava com um olhar especial.Quem seria?
E o homem falou:

-Saulo!Saulo! Por que me persegues?
-Senhor, quem sóis? - perguntou o doutor da Lei.
E a resposta causou-lhe espanto:
-Eu sou Jesus a quem tu persegues.
Os companheiros de viagem estavam confusos diante da cena, porque nada viam. Só Saulo via. Com quem o Doutor da Lei conversava?
Saulo, então, profundamente emocionado, reconheceu o seu erro. Era necessário mudar de atitude e servir à causa de Jesus. Sinceramente arrependido, perguntou:
-Senhor, que quereis que eu faça?
-Entra na cidade, Saulo. Lá será dito o que deves fazer.
Em seguida o Doutor da Lei percebeu que estava cego...E tudo aconteceu como lhe disse Jesus.


Fig.4 Chegando na cidade foi procurado por Ananias, aquele homem a quem Saulo queria matar, e justamente ele o curou.
Saulo sabia que não bastava arrepender-se, deveria, acima de tudo, reparar o mal que fez.
Reconciliou-se com os amigos de Jesus, a quem tanto perseguiu. Depois disso, começou a estudar os ensinamentos de Jesus. Passou a sabê-los de cor, mas viu que mais importante que tê-loss na memória, era necessário vivê-los, ser o amor em ação, ou seja, a verdadeira caridade. Por muito acreditar nisso, veio a escrever em uma de suas famosas cartas(ICoríntos,13:13).
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade. Porém, a maior delas é a caridade."
Mudou o seu nome para Paulo e se propôs a divulgar a mensagem cristã para todos os povos.E assim viajou para alguns lugares distantes. Repudiado pela família e pelos antigos amigos por tornar-se cristão, deserdaram-lhe de todos os bens que possuia.


Fig.5 E não querendo sobrecarregar os da sua fé, aquele homem tão culto trabalhou como simples tecelão até a velhice.
Não foi uma tarefa fácil! Paulo foi incompreendido, preso inúmeras vezes, chicoteado e humilhado e nem assim, nunca deixou de amar, trabalhar, ter paciência e perdoar a quem quer que fosse. Por não ter mais no seu coração as atitudes que fizeram dele o homem orgulhoso e o perseguidor cruel de antes, disse:
"Já não sou eu quem vivo, mas o Cristo que vive em mim!"
Paulo serviu a Jesus fielmente até o fim. Mais do que um divulgador, foi um exemplo de homem de bem.

Um comentário: