domingo, 3 de junho de 2012

JUSTIÇA DIVINA

Objetivo:

Identificar que, ao lado da Justiça Divina que estabelece "a cada um segundo as suas obras", existe o Amor de Deus, que oferece sempre oportunidades de reparação pela prática do bem.

Atividade Introdutória

Mostrar os anexos 1 a 4 sequencialmente e pedir que as crianças interpretem a história.






Atividade Reflexiva

Estimular a observação do grupo:

- O que aconteceu com a menina?
- O que a mamãe fez ?
-- Se você estivesse no lugar da menina doente, o que você diria para a mamãe?
- Por que a menina ficou doente?
- Ela ficaria doente se comesse apenas uma banana?

Dizer que as nossas ações podem trazer coisas boas ou coisas ruins. Exemplificar:


Se empresto os meus brinquedos, ganho amigos.
Se desarrumo a casa, deixo a mamãe muito cansada.
Se não escovo os dentes, eles vão estragar.
Se cuido da plantinha, ela crece bonita.

Narrar - O Doce de Goiaba

Favorecer o entendimento do tema através de perguntas, tais como:

- Por que o Fabiano queimou a lingua?
- Na sua opinião, foi Deus quem fez o Fabinho queimar a lingua? Por que?
- Como ele poderia não ter queimado a língua?
- Por que Deus colocou a mamãe junto do Fabinho?
- Isso foi bom para ele?
- Quem cuida de você na sua casa?

Concluir com as seguintes ideias:

Deus nosso Pai do Céu, coloca pertinho de nós alguém(o papai, a mamãe, a vovó, um irmão, uma professora...)para nos ensinar a fazer as coisas corretas e sermos felizes.
Quando fazemos as coisas corretamente, acontecem coisas boas e eu fico feliz.
Quando não fazemos as coisas corretamente, acontecem coisas ruins e eu não fico feliz.
Deus é justo: deixa que se aprenda com os resultados do que fazemos.
Deus não castiga e sempre quer nosso bem.

Atividade Criativa

Incentivar as crianças a criarem e dramatizarem boas ações em casa, na escola, com os amigos...

O DOCE DE GOIABA

Fabinho estaba brincando no quintal quando sentiu um cheirinho muito bom.


Fig.1- Huuummmm... Que delicia! A mamãe estava fazendo doce de goiaba para o lanche.
- Mamãe, eu quero doce!
- Ainda não está pronto - respondeu a mãe sem parar de mexer a panela.
Fabinho nem conseguiu prestar atenção no desenho que estava passando na televisão.
- Mamãe! E o doce?
- Já está pronto. Mas precisa esfriar primeiro, antes de comer.
O menino passou perto da cozinha e sentiu o cheirinho bom do doce...
"Acho que mamãe não vai notar se eu pegar um pouquinho..." - pensou, indo de encontro ao pote com o doce.



Fig.2- Fabinho pegou uma colher... tirou uma pequena porção... e colocou na boca...
- Aaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiii!!!!! - gritou.
A mãe encontrou o filho perto do doce, com a língua de fora. Já sei, queimou a língua, não foi? disse a mãe segurando a colher.


Fig.3 - O menino ficou envergonhado. Depois dos cuidados da mamãe, mais calmo, pediu desculpas.
- Filho, eu so quero o seu bem. O Pai doCéu me colocou pertinho de você para ensinar as coisas boas.
- Puxa, mãe, será que Deus me castigou por eu não saber esperar?
- Deus não castigou você. Você queimou a lingua porque foi apressadinho.
- Eu não vou mais comer doce?!
- Vai sim, mas so depois que a lingua parar de arder.
- Que pena!
- Isso também passa.



Fig.4 - Valeu, mãe! Você é muito esperta e sabe cuidar direitinho de mim! - disse o menino abraçando a mãe.




Educação do Ser Integral


2 comentários: