segunda-feira, 29 de agosto de 2011

RESPEITO FAÇO O BEM E SINTO-ME LIVRE





Objetivo:

Reconhecer que a liberdade do cristão é a opção pela vida em sintonia com a Lei Divina, desvinculando-se dos condicionamentos negativos.

Narrar a seguinte história, interagindo com os participantes:

Marcos tem 12 anos e vive dizendo que quer ser livre como um passarinho. Quer chegar e sair de casa sem dar satisfação a ninguém; quer comer só o que gosta e brinca o tempo todo. D. Maria, a sua mãe, e o Sr. Venâncio, o pai, preocupados com a atitude do filho, chamaram ele para uma conversa.

Perguntar:

Como deve ser essa conversa? Coloquem-se no lugar da mãe ou do pai. O que vocês diriam ao Marcos?
 Contar que:
Depois da conversa, D. Maria pediu a Deus, em oração, que ajudasse Marcos a descobrir o caminho do bem.
Naquela mesma noite Marcos teve um sonho interessante. Andava por uma estrada quando viu à sua frente, dois caminhos. Entrou por um deles que era florido e cheio de letreiros luminosos, que diziam: “Aqui tudo é fácil”, “Você terá tudo que deseja, sem fazer esforço”, “Ganha mais quem for o mais esperto”...Marcos andou algum tempo e quando passou uma curva, acabaram-se as luzes e as flores. Estava tudo escuro, sombrio. Ouvia-se pessoas chorando, soluçando e pedindo socorro... Marcos sentiu muito medo e quis sair dali tinha a impressão de que seus pés estavam pesados e presos a um visgo. Com dificuldades retornou e procurou o outro caminho.
O segundo caminho não era tão florido e luminoso. A estrada não era calçada e era mais difícil andar por ela. As pessoas iam e vinham do trabalho ou da escola. Sorriam satisfeitas. Ao contrário do primeiro caminho, Marcos sentia-se muito bem e feliz, quando... acordou! Começou a pensar no sonho e achou que tinha entendido o seu significado. Pela manhã, procurou seus pais para conversar, dizendo ter decidido o caminho da sua vida.

Perguntar:


1-Se marcos fosse um amigo de vocês e te contasse o sonho que ele teve, e pedisse que vocês falassem o que signifcava este sonho, o que vocês diriam para ele?
2-Na vida, temos caminhos diferentes a seguir?
3-Como saber qual o melhor?
4-Se caminharmos no errado, podemos voltar para o caminho certo? É fácil?
5-Como vocês imaginam que será a vida de Marcos, daqui a vinte anos, se ele escolher o primeiro caminho?
6-E se ele escolher o segundo caminho?

A partir das contribuições do grupo, ressaltar que:

A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
A liberdade começa no pensamento. Há pessoas escravas do dinheiro.Acham que se tiverem dinheiro serão felizes. Acabam sofrendo muito quando não conseguem ou perdem o dinheiro. Outras pessoas se escravizam à comida, outras ao sexo. Livre é aquele que domina suas más tendências, porque não se escraviza a coisa alguma. A nossa liberdade termina onde começa a liberdade do outro.

Relaxamento:

Deitados no chão, com música suave, imaginar um mundo melhor. Seu bairro, sua cidade está em paz. As pessoas têm liberdade de ir e vir. Você entra na sua rua... Vê grupos de crianças brincando... Pessoas felizes voltando do trabalho...Você se sente em paz. Você se aproxima e se junta a um grupo... São seus amigos que sorriem para você. Você sente alegria no coração. Agora volte ao nosso ambiente... satisfeito com a imagem que criou na sua mente de um mundo melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário