sábado, 30 de julho de 2011

ALLAN KARDEC E O LIVRO DOS MEDIUNS




OBJETIVOS:
Perceber a diferença entre Espiritismo Experimental e Espiritismo Filosófico (Ciência e Religião); Identificar o Livro dos Médiuns como sendo um guia para os médiuns e evocadores; Reconhecer que a prática do Espiritismo pode apresentar dificuldades e tropeços, e que no Livro dos Médiuns há as explicações necessárias para que o médium se esclareça.


INTRODUÇÃO:
Trazer vários livrinhos de história espírita e apresentar às crianças.
Perguntar: Quem aqui gosta de ouvir histórias?
Converse com as crianças, pois esse ano elas irão estudar “coisas” novas sobre o Espiritismo, e que essas “coisas” novas estão no “O Livro dos Médiuns”. Mostre a elas o livro.
Lembre nesse momento a importância de Allan Kardec, que ao realizar bem o seu trabalho, nos proporcionou conhecer através do Livro dos Médiuns, como se dá essa comunicação com o mundo espiritual.

Convide-as a ouvir a história “O Filme”, mostrando as figuras.


HISTÓRIA: O FILME

Juca e João terminaram de assistir a um filme que falava de um menino chamado Fabinho, que havia desencarnado e estava no Plano Espiritual querendo mandar um recado para a sua mãe, mas não sabia como poderia fazer isso. Ele descobriu que lá no Plano Espiritual não havia correio para levar cartas.
Mas, na escolinha onde ele estudava, a sua professora disse que ele poderia falar com sua mãe. Ele gostou tanto da novidade que pediu para a sua professora lhe ensinar como poderia fazer aquilo, e a professora lhe explicou que lá no Plano Espiritual, para falar com sua mãe ele iria precisar de um médium na Terra.
— Médium? Que é isso? – perguntou Fabinho.
— É uma pessoa na Terra, que pode ouvir, sentir e até ver as pessoas que já desencarnaram e moram aqui no Plano Espiritual – respondeu a sua professora.
Fabinho tentou se comunicar com sua mãe através de um médium, mas não conseguiu.
Então, ele perguntou à sua professora, por que não tinha conseguido falar com a sua mãe. Sua professora respondeu que para ele se comunicar com a mãe, ele também deveria estudar o Livro dos Médiuns, que é o livro que explica como as comunicações acontecem.


Conversar com as crianças sobre a história
- Permita que elas observem bem as gravuras;
- Explore bastante as gravuras que deverão estar bem pintadas;
- Faça perguntinhas sobre as a história e vá respondendo, pois suas crianças são pequeninas;
- Faça o seu comentário de acordo com o que você estudou no Livro dos Médiuns, e na material de apoio.

Permita que as crianças participem. Use linguagem simples para as explicações.
Ilustre a aula citando alguns exemplos (tenha sempre em mente os objetivos propostos).


CONCLUSÃO:
Concluir que a alma é imortal e que temos a possibilidade de nos comunicar com aqueles que regressaram ao plano espiritual. Que a mediunidade é a capacidade que temos de receber a influência dos espíritos desencarnados, que todos segundo Allan Kardec somos mais ou menos médiuns, pois isso é uma faculdade que todo ser humano traz em si.
Allan Kardec foi o nosso grande professor para nos trazer todas essas informações, publicando o Livro dos Médiuns que é o resultado do trabalho de muitos médiuns, orientados sempre pelos amigos espirituais.
Com isso aprendemos que a Doutrina é dos Espíritos.

ATIVIDADE:
- Pintura com giz de cera da gravura sobre a história, onde aparece o menino pensando como irá se comunicar.

- Permita que cada um apresente seu trabalhinho à frente da turma;
- Pergunte o que representa a gravura que eles estão pintando (ouça as respostas).





DESCONHEÇO A AUTORIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário