domingo, 7 de novembro de 2010

ALEGRIA



Resultado de imagem para ALEGRIA

TEMA: Campanha " Tá na Cara": conhecimento de si mesmo alegria
IDADE: 11-12 anos
OBJETIVO: identificar o sentimento da alegria e as causas que fazem esse sentimento Surgir.
INCENTIVAÇÃO: com as caricaturas da aula anterior expostas, pedir que as crianças
identifiquem a carinha que expressa a alegria. Perguntar: O que é alegria? O que os deixam alegres?
DESENVOLVIMENTO: observar as respostas e levar a criança a perceber se esse
sentimento acontece somente com situações materiais ou morais.
Por exemplo: ficamos alegres quando estudamos e tiramos nota 10 numa prova? Se tivéssemos "colado" , o sentimento seria o mesmo?
A alegria maior, verdadeira é aquela que sentimos quando nossa consciência está tranqüila. É o dever cumprido.
A tristeza aparece quando nos afastamos do compromisso.
" Ser alegre " e " estar alegre" é diferente?
" Estar alegre" é um estado de momento. Podemos inibir o "ser alegre" se condicionarmos a alegria a alguns acontecimentos. Ex.: só consigo ficar alegre ou feliz se eu tiver o tênis da moda; só ficarei feliz se eu cair na mesma turma do ano passado; etc. Essa alegria não é verdadeira.
Podemos ser felizes diante da dor? ( colocar figuras com pessoas em situações difíceis, mas com expressões diferentes, umas com fisionomia calma, outras sofridas ); refletir que podemos ser felizes mesmo diante da dor ou dificuldade quando entendemos a razão daquilo e tiramos lições.
Se determinada escolha não foi boa, vamos trabalhar com ela com alegria, vencendo mais fácil a situação. Poe ex.: se fui colocado numa classe diferente , com pessoas que não conheço, a minha alegria, satisfação vai emanar vibrações de tal categoria que pode envolver as pessoas e estas serem atraídas para novas amizades. A alegria do Espírito é uma energia transformadora que desmobiliza vibrações inferiores.
FIXAÇÃO: dobrar uma folha sulfite ao meio; na metade da frente desenhar o seu rosto com expressão alegre e escrever o que o deixa com esse sentimento. ( a metade de trás ficará para outro sentimento a estudar, para no final confeccionar o livrinho)



Beatriz de Almeida Rezende

Nenhum comentário:

Postar um comentário