quarta-feira, 11 de novembro de 2009

A ARVORE TRISTE



PERSONAGENS: A árvore - o passarinho-o menino Jesus- a abelha-a borboleta

CENÁRIO: Uma árvore e relva ao longo do cenário.

NARRADORA: Vou contar a história de uma árvore que vivia muito triste. Sabem porquê?Porque em seus galhos nuncanascia uma flor.

Abre-se a cortina.

ÁRVORE- Vivo sozinha,ninguém me quer, sou feia ,feia. Nos meus galhos nunca nasce uma flor.

(Abelha entra e percorre a cena acompanhada do canto-

Zum,zum,abelhinha zum)

Árvore-Bom dia,abelhinha.

Abelha- Bom dia,Dona árvore .

Árvore- Você quer morar comigo,abelhinha?

Abelha-Quero sim,mas onde estão as suas flores?

Árvore: Nos meu sgalhos nunca nasce uma flor.

Abelha-Então,adeus, Dona Árvore.Sem flores não posso fazer o meu mel. (sai)

Árvore- (Com voz triste) A abelhinha não quis morar comigo!

Passarinho: (Entra,pousa no galho de árvore e canta)

Árvore- Passarinho, passarinho, você canta tão bem, você quer morar comigo?

Passarinho-Seus galhos estão verdes e eu quero flores em redor do meu ninho. Mais tarde eu voltarei.

Árvore-Mas... nos meus galhos nunca nasce flor alguma!

Passarinho- Se é assim, eu vou procurar outra árvore. Adeus. (sai)

Árvore- Ninguém gosta de mim. Ninguém quer morar comigo.Sou feia, muito feia.

Borboleta-(Entra e percorre a cena, voando)

Àrvore- Borboleta, Borboletinha linda,o que faz você no ar?

Borboleta- Procuro uma flor para descansar.

Àrvore- Nos meus galhos nunca nasce uma flor!

Borboleta- (Com ênfase): Uma árvore sem flor,que horror! (SAI)

ÁRVORE- (chora) A borboleta disse:- árvore sem flor,que horror! Sou feia, ninguém me quer, por isso vivo sozinha e triste. (chora)

(Fecha-se lentamente a cortina)

NARRADORA- Naquele tempo Jesus era criança como vocês e o seu bondoso coração se compadecia dos infelizes. Isso quer dizer que ele sentia pena de todos os que sofriam e viviam tristes. Por isso ajudava os pobres e consolava os que choravam.

O menino Jesus andou o dia inteiro,e à tarde ,já cansado, deitou-se embaixo da árvore e adormeceu.

(Abre-se a cortina.O menino Jesus entra, percorre toda a cena e deita-se debaixo da árvore).

NARRADORA; Chegou a noite, com as suas estrêlas e uma bonita lua.

(Desce-se lentamente e, por detrás do cenário,uma folha de papel azul transparente,na qual estão recortadas uma lua e estrêlas)


Árvore- O menino, coitadinho,está com frio, vou cobrí-lo com as minhas folhas.

(deixar cair as suas folhas)

NARRADORA- O menino Jesus dormiu quentinho a noite toda,mas a árvore coitada,ainda mais feia estava pois em seus galhos nem uma folha ficou.

(fecha-se lentamente a cortina)

II ATO

CENÁRIO- Uma árvore florida e relva.

NARRADORA- Na manhã seguinte, quando a árvore acordou, o menino Jesus já tinha ido embora,mas vejam o que Ele fez!

(abre-se a cortina)

A árvore tinha agora os seus galhos cobertos de flores.

BORBOLETA- (Entra) Eu sou a Borboleta tralálá... (com espanto) - Dona árvore, cmo a senhora está bonita! Vou contar à abelhinha e ao Passarinho.(sai)

Abelha- (entra) Zum,zum,zum...(com espanto)- Quanta flor! Vou já fazer o meu mel! Zum, zum,abelhina zum...

Passarinho- (entra) Que bonitas flores! Vou fazer o meu ninho neste galho. (pousa e canta).

Enquanto se fecha lentamente a cortina, ouve-se alternadamente o canto do passarinho e o zumbir da abelha.

NARRADORA: - E a árvore que vivia triste, vive agora feliz com os seus amigos!

Adaptação- Grupo Espírita Joana D'arc- Campos- RJ
NATAL- 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário