domingo, 6 de setembro de 2009

PARABOLA DA DRACMA PERDIDA

Aula preparada para turma de 09-10 anos
Tema:
Jesus ensinava através de parábolas: Parábola da Drácma Perdida.
Objetivo:
Levar os evangelizando a perceberem que mesmo que estejamos trilhando caminhos menos felizes continuamos filhos queridos e amados por Deus, podendo contar sempre com sua bondade, bem como dos amigos espirituais, e também com a atenção e carinho dos pais terrenos.
Incentivação inicial:
Manter um diálogo com as crianças através das perguntas:
a) - quem gosta de ouvir histórias? b) - vocês acham que dá para aprender alguma coisa com as histórias? c) - quem já ouviu falar em parábolas? d) - vocês já ouviram falar que Jesus contava histórias? e) - por que será que Ele fazia isso?
Desenvolvimento:
Parábolas são pequena histórias simbólicas com muitos ensinamentos, assim, as pessoas daquela época que já estavam despertas para entenderem as simbologias comparavam esses símbolos com as situações reais da vida. Uma dessas parábolas que Jesus contou chama-se A Drácma Perdida. Vocês sabem o que significa drácma? ( moeda, dinheiro que circulava na época). Quando se perde uma moeda ou certa importância em dinheiro, o que nós fazemos? (vamos procurar até encontrar e usamos de todos os meios possíveis para tal: acendemos as luzes, abrimos as janelas, varremos o local, retiramos os móveis do lugar e outras coisas mais.Quando encontramos aquilo que perdemos, qual a nossa reação? (alegria, felicidade).(contar a parábola).Com o quê , em nossa vida, podemos relacionar a simbologia usada por Jesus nessa parábola?(relacionar a drácma perdida com os filhos de Deus, nós). Jesus lembrou a felicidade de Deus Pai Criador, e dos Amigos da Espiritualidade maior, quando um dos desviados, ou perdidos nas ilusões do mundo, recobra a consciência, pede ajuda e volta à casa do Pai, pois é assim que ele volta a perceber o amor que sempre desfrutou , e que não se dava conta, por achar-se envolvido nas fantasias passageiras da vida terrena, sem lembrar de praticar os bens morais e espirituais.Concluir, após todas as explicações e comentários necessários, que o Deus que Jesus sempre nos mostrou, e que Ele próprio vivenciou seus Ensinamentos na plenitude, é um Deus sábio e benevolente, amoroso e criativo, que está sempre a nos inspirar através dos amigos espirituais a encontrarmos os caminhos do bem, os quais nos levarão à nossa elevação espiritual.
Fixação e avaliação:
Distribuir folhas e lápis coloridos às crianças, colocar uma música calma de fundo, Pedir que elas deixem o seu pensamento bem solto, livre e passem a usar essa folha transportando para ela o que lhe vai no coração.( com esse trabalho podemos avaliar os estágios emocionais, sentimentais e morais desses Espíritos, que nos servirão de base para a continuidade do nosso trabalho).
Bibliografia:
Cairbar Schutel - Parábolas e Ensinos de Jesus, pág. 92 e 93, 12ª edição

Beatriz de Almeida RezendeNovembro / 2006

0 comentários:

Postar um comentário